Olá pessoas!!

No começo deste mês eu tive uma oportunidade super legal de estágio de maquiagem em pele madura lá em São Paulo. O evento era domingo, então arrumei minha mochila e fui.  Para me situar melhor e otimizar meu tempo, resolvi chegar lá no sábado de manhã e tentar conhecer alguns lugares, porque qual a graça de ir e voltar de lugar sem conhecer nada né?!

Comecei a pesquisar e decidi ficar no centro da cidade. Comprei um ingresso para assistir João de Barro para Crianças no Theatro Municipal de São Paulo.

O espetáculo, realizado por alunos do Opera Studio apresentava de forma cantada as histórias Chapeuzinho Vermelho, Dona Baratinha, A formiguinha e A Neve e A cigarra e a Formiga. Coisa de criança mesmo, mas era o que tinha para aquele dia. Então eu fui e senti uma nostalgia mara quando reconheci as músicas que tocavam na vitrola colorida da minha casa. Foi ótimo. Coloquei o pedacinho que pude filmar no meu Instagram. Espiem!!

Theatro Municipal #EuNoMunicipal #BisNoMunicipal

Uma publicação compartilhada por Natália Ramos (@calmatianat) em

O Theatro é apenas maravilhoso de lindo!! Um espaço do tipo que todo mundo deveria visitar um dia, na minha opinião. E se você não tem vontade de assistir nada, existem as visitas guiadas também, tá?!

Depois da peça fui bater perna na Galeria do Rock, que fica ali pertinho, super tranquilo de ir à pé. E para a galera que curte Rock’n Roll, é um lugar que dá para caçar raridades entre os CDs e vinis. Se você estiver no clima, também vai encontrar vários estúdios pra colocar piercing ou até fazer uma tatuagem… fica a gosto do freguês!!

No dia seguinte, depois do Check out fui passear no Shopping Light, que fica bem em frente ao Theatro Municipal e é um ótimo lugar para passar o tempo quando se está sozinha. Principalmente ali no Centro, já que me alertaram para tomar cuidado pois poderia ser um lugar meio perigoso.

Almocei por lá mesmo e depois, fui para o evento, onde conheci um monte de gente pra lá de especial!!

Quem quiser pode dar uma olhada nas fotos aqui embaixo.

Bate e Volta São Paulo

No final do dia, fui para a Rodoviária esperar o ônibus para voltar para casa. E eu, que achei que a espera de mais de cinco horas fosse me deixar acabada, tive uma agradável surpresa quando cheguei lá.

Encontrei este grupo de amigos que se reúne sempre para revezar num piano de cauda, que fica em uma das lanchonetes da rodoviária. Sentei, tomei um café, comprei umas trufas do Sr Léo, um senhor muito simpático que me contou como eles se conheceram e que depois de me ver sentada lá por mais de três horas, foi tocar piano para eu ver. Pena que eu não tinha mais bateria no celular para filmar a parte dele.

 

No final das contas, eu pude descansar enquanto não dava a hora do ônibus, sem sofrimento.

E fim. Para um bate e volta, até que foi muito, né não?!

Bate e Volta – Alone em São Paulo

Natália Ramos


Natália Ramos Brasileira, 1973. Nascida e criada em cidade do interior. Turismóloga por formação, empresária por profissão e maquiadora por vocação. Curiosa, determinada, invocada, impaciente e feliz (nem sempre, mas quase sempre)!


Post navigation


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *